Hino da Marinha Mercante

Em 1987 o Hino da Marinha Mercante foi composto por Marcelo José Dotta da Silva e pelo Maestro Moacyr Geral Maciel. Em 2007, a Marinha do Brasil adotou como oficial o hino composto por Álvaro José de Almeida Junior e Francisco Cesar Monteiro Gondar.

CIAGA, Rio de Janeiro, Maio de 1987

Ouça

Letra: Marcelo José Dotta da Silva
Música: Maestro Moacyr Geraldo Maciel
Harmonia: Banda do Corpo de Fuzileiros Navais

Dentre homens de Bem e Justiça,
Surgimos nós, Bravos Navegantes,
Que, com espírito aventureiro,
Singramos os mares bravejantes.

Somos os Nautas Oceânicos,
Que sem temor os mares navegamos,
Elevando nossa Economia
E a Independência que conquistamos.
Somos desta Pátria muito amantes,
A Guarda do Tesouro Nacional,
Somos de fato representantes
De uma potência mundial.

Se nossa Nação em uma guerra
Preciso for lutar, participar,
Estaremos prontos para ela,
Velando a Soberania no mar.

Somos os Nautas Oceânicos,
Que sem temor os mares navegamos,
Elevando nossa Economia
E a Independência que conquistamos.
Somos desta Pátria muito amantes,
A Guarda do Tesouro Nacional,
Somos de fato representantes
De uma potência mundial.

Nossa vida é um puro sacrifício,
Longe dos lares temos que ficar,
Nossa rota, porém, prosseguimos,
Fazendo a nossa Pátria brilhar.

Havendo interesse nas partituras, favor clicar aqui.


Versão Oficial

Hino oficialmente reconhecido pela Marinha do Brasil em 2007.

Ouça

Música:  Francisco Cesar Monteiro Gondar (CLC)     
Arranjo e Regência: Sirley Ferrari (Maestro)                                               
Letra:     Álvaro José de Almeida Júnior (CLC)

Salve a mercante nação brasileira
Servir no mar, secular tradição
És no transporte irmã pioneira
Nas grandes águas cumprindo a missão
No seu escopo audácia e ventura
Com desafios, conquista e bravura

Marinha Mercante
Sempre presente
Nossa frota jamais faltará
Soldados do mar
Na guerra ou na paz
Levando a mensagem
De um povo feliz
Poder navegar
Orgulho nos traz
Gerando riquezas para o nosso país

E nas tormentas em dias sombrios
Protagoniza fortuna e emoções
Nos grandes mares, lagoas e rios
Cumpre o dever de unir as nações
Em sua esteira saudade e lembrança
Seu horizonte contempla a esperança

Marinha Mercante
Sempre presente
Nossa frota jamais faltará
Soldados do mar
Na guerra ou na paz
Levando a mensagem
De um povo feliz
Poder navegar
Orgulho nos traz
Gerando riquezas para o nosso país

Real parceira das forças armadas
Segue ostentando fiel pavilhão
Homens e almas de aço forjadas
Trazem no peito o seu galardão
Em cada mar escrevendo a história
Em cada porto exaltando a vitória

Marinha Mercante
Sempre presente
Nossa frota jamais faltará
Soldados do mar
Na guerra ou na paz
Levando a mensagem
De um povo feliz
Poder navegar
Orgulho nos traz
Gerando riquezas para o nosso país

 


Hino da Escola de Marinha Mercante

Ouça

Letra:  Ruy S. Figueiredo (CC)      
Música: Urbano Teixeira Gondar (Professor)                                                
Harmonia:  Oswaldo Cabral (Professor)

Singrar o mar, imenso e fascinante
Orientados pelos astros do universo
É o escopo dos alunos da Mercante
Para elevar do Brasil, o seu progresso.

Pelos mares, sejam calmos ou bravios
Transportaremos as riquezas da esperança
Tripulando, com orgulho, os navios
Nas tormentas, na guerra e na bonança.

Escola de Marinha Mercante
Fruto de uma grande inspiração
Ser teu aluno é nobre e relevante
É Ter alma, é vibrar de emoção.

Pelos portos de sol e liberdade
Escoltaremos o nosso amado pavilhão
Oferecendo pelo mundo, a amizade
Deste imenso Brasil, de coração.

Unidos no estudo e nos esportes
A nossa Escola nos forja para o mar
São assim preparados os homens fortes
Para com honra a vida enfrentar.

Escola de Marinha Mercante
Fruto de uma grande inspiração
Ser teu aluno é nobre e relevante
É Ter alma, é vibrar de emoção.