Introdução ao Apoio Marítimo (Offshore)

A indústria do petróleo exige uma contínua atualização de todos os seus agentes. É uma atividade dinâmica, onde os limites devem ser sempre superados.

Cada vez mais, esta indústria ganha importância em nosso país, quer seja no nível de exigência de qualificação da mão de obra, quer seja na geração de empregos. A quebra do monopólio de exploração e de produção da Petrobras traz novas empresas para o mercado brasileiro. A reboque, os armadores deverão apresentar índices operacionais cada vez melhores. Ao invés de haver somente contratos de longa duração (2, 4, 10 anos), o contrato tipo “spot” (curta duração) passará a ser uma constante.

Este estudo tem o objetivo de servir de ferramenta para um melhor conhecimento das operações de apoio marítimo (apoio às unidades de produção e exploração em alto-mar). Ele foi realizado tomando como base a teoria existente. Somou-se então a experiência do autor como Comandante de embarcações supridoras, de estimulação de poços de petróleo, de reboque e manuseio de âncoras e também como Controlador de lastro e como Supervisor de lastro (Barge Engineer) em plataformas semissubmersíveis.

Este estudo deverá sofrer sempre atualizações. É necessária a participação de todos os envolvidos, visando à melhoria contínua, através de críticas e sugestões.

INTRODUÇÃO AO APOIO MARÍTIMO, 2013. 5,51 MB. Edição Eletrônica. Autor: Marcos Machado da Silveira. 50 p.

ISBN: 978-85-911492-2-3

ÍNDICE

Prefácio
Apresentação
Histórico da Atividade de Exploração Offshore no Brasil
As Primeiras Atividades: Nordeste
A Bacia de Campos - Primeiras Descobertas
Polo Nordeste
Águas Profundas
Os Recordes
Novas Tendências de Completação
Pré-Sal
Definição
Primeiras Descobertas
O Pré-Sal Brasileiro
Origem
Geologia
A Extração de Petróleo da Camada Pré-Sal
Embarcações
Sistemas de Propulsão
Arranjo de Convés
A. Manuseio de Espias – LH (Line Handling)
B. Supridor – OSV (Offshore Supply Vessel)
C. Supridor de Plataforma – PSV (Platform Supply Vessel)
D. Supridor, Reboque e Manuseio de Âncoras - AHTS (Anchor Handling and Towing Supply)
E. Apoio a Mergulho - DSV (Diving Support Vessel)
F. Balsa de Serviço (Barge)
G. Lançamento de Linhas – PLV (Pipe Laying Vessel)
H. Navio de Estimulação de Poços de Petróleo – WSV (Well Stimulation Vessel)
I. Navio de Pesquisa Sísmica – RV (Research Vessel)
Unidades
Fixas
A. Plataforma Auto-elevatória – PA (Jack up)
B. Plataforma Fixa - Jaqueta
Móveis
A. Plataformas Semissubmersíveis – SS
B. Navios-sonda - NS (Drillship)
C. FPSO (Floating Production, Storage and Offloading)
D. Unidade Alojamento/Floatel
E. Embarcação/Unidade Guindaste/Construção
F. Navio de Apoio à Perfuração (Drilling Tender)
Especiais
A. Plataforma de Pernas Tensionadas – TLP (Tension Leg Platform)
B. SPAR:
O Porto
Administração
Operações
Base
Terminal de Imbetiba
Segurança
Referências Bibliográficas
Anexos
Anexo I
Anexo II